sábado, 18 de abril de 2009

Dia da estreia

E aconteceu... sim.. "Elee veeem, e a coisa dá-se" .. e que estreia! Depois de uma viagem turbulenta no metro, já achava que não ia chegar a tempo, ou ia ficar preso no Martim Moniz com uma quantidade considerável de pessoas a reclamar com o motorista, e que no fim ainda ia ouvir o Marco por ter chegado atrasado. Mas nada disso aconteceu; e nesta estreia tivemos tudo: café à borla ( o mais importante LOL ), casa cheia, antigos - mas sempre - artequianos no público, muita gente pronta para colocar tudo a nu, sim, a nu! E é exactamente isso que se quer.. isso, e um postal em forma de flor que todo o elenco recebeu com uma mensagem do encenador ('não me chames isso'; 'desculpa' hihi) Marcantonio, que é sempre bom para aumentar a auto-estima ou para chorarmos um bocadinho por dentro, ou até mesmo por fora, em alguns casos. Adrenalina ao máximo, as cenas evoluíram imenso com a presença do público; atrás do pano o clima era o mesmo: desejo... desejo e mais desejo de fazer um óptimo trabalho, que nos agrade, e que agrade! A luz, a música, tudo, estivemos sinceramente de parabéns!

E eles gostaram.. isso nós sabemos quando num beberete com vinho (PORCA DA MORÇA! ou "A porca da moça")  começam a se dizer verdades =D claro que não agradamos gregos e troianos, mas o que é importante é que nos divertimos  e fizemos uma estreia com nível! Como a noite acabou? Isso é segredo dos Deuses. Agora novos dias virão, novo público, novos desafios, e daqui para a frente... é sempre a subir na qualidade! E senão.. temos sempre a porca da moça no supermercado mais próximo de si!

E a nu, estreamos! E nu, continuamos.

Continuamos? Continuamos!

Amadeu (pronto a se transformar em mobília do Artec!)

2 comentários:

Tito disse...

Sim, o mais importante foi o café à borla ahah

Adorei! Correu tão bem e foi tão bom poder ver os sorrisos das pessoas, bem como o ambiente e o apoio de TODOS. Agora é ter calma e seguir em frente, pois muitos mais espetáculos virão aí! E a não perder!

cat disse...

FOI LINDOOOOOOOOOOOOOO!! acho q foi a estreia artequiana que mais gostei! Muito trabalhinho, muito suor e lágrimas!

VIVA O ARTEEEEC!

Catarina